Dodge Viper completa 20 anos.

Dodge Viper completa 20 anos.

26/07/2012 17:48 1 comment

Dodge Viper completa 20 anos

Não é a primeira vez que essa mescla de muscle car e design moderno aparece no Mundo Monc. Mas assim que caiu a ficha que a primeira geração do Viper já está completando 20 anos, resolvi escrever novamente contado uma espécie de “begins“. Tem mais detalhes que acho legal comentar, um deles é que eu considero um carro dessa idade como antigo, e o outro é que só faltam dez anos para podermos importar essa maravilha. E o mais importante, foi uma foto desse carro em uma revista do meu pai, por volta de 1993, que iniciou minha paixão pelos carros da Dodge e que até hoje está nas minha alma.

A ideia do Viper surgiu em meados dos anos 80, considerado a era das trevas para os muscle cars, onde os motores quatro cilindros estavam sendo largamente usados como alternativa econômica. Reconhecendo o espaço vazio no mercado e a necessidade da Chrysler voltar a fabricar um muscle car, o então presidente do grupo,  Bob Lutz, convocou o chefe de partamento de design, Tom Gale, e discutiram a possibilidade de criar um AC Cobra moderno. Em março de 89 o “Team Viper“, composto por 85 engenheiros e contando com a ajuda do ícone Carroll Shelby, construíram o primeiro protótipo. O carro foi apresentado no North American International Auto Show em Detroit, ainda em 1989. Diante da animação do público e da mídia especializada, o engenheiro chefe, Roy Sjoberg, deu início aos trabalhos para concretização do Viper de produção.

  

Inicialmente foram usados motores V8 para o protótipo. Somente em 1990 que o V10, baseado nos motores de algumas vans e camionetes da Chrysler, basicamente, o motor 360 – 5.9L, acrescido de dois cilindros, foi utilizado. Mas o motor usado no  Viper tinha algumas diferenças, já que é o carro tende à más intenções. Em uma parceria com a Lamborghini, foi feito um bloco e cabeçotes em alumio Alloy com as mesmas características do bloco de ferro fundido, tudo isso visando redução de peso.

Primeira geração (1992 – 95)

A linha RT/10 roadster de 92 era bem espartana! Além da ausência de maçanetas externas, não havia vidros laterais e nem capota, que poderia ser adquirida como opcional. O interior segue a mesma tendência mostrando apenas os relógios necessários para monitorar o funcionamento do motor, uma característica obrigatória em carros esportivos e preparados. Janelas laterais de lona ou plástico também eram oferecidas como opcional e poderiam ser instaladas, usando parafusos, sempre que o proprietário fizesse questão de usar.

 

O imenso motor V10 de 488 cu.in., ou 8,0L, e o cambio de seis marchas, garantem ao Viper um desempenho considerado ótimo para o período em que foi fabricado.

  • 0-60 mph (97 km/h): 4.6 sec
  • 0-100 mph (160 km/h): 9.2 sec
  • quarter mile: 12.9 sec @ 113.8 mph (183.1 km/h)
  • top speed: 164 mph (264 km/h)
  • 700 ft (210 m) slalom: over 66 mph (106 km/h)
  • skidpad average g: 0.96

Outras características: disco a freios nas quatro rodas, escapamentos laterais, rádio AM/FM com cassete, suspensão independente nas quatro rodas, nada mau para um carro praticamente feito para desempenho. Até o ano de 1995 o Viper não sofreu alterações, que vieram no ano seguinte. Infelizmente, apenas 285 unidades foram fabricadas em 1992 e que atualmente são considerados carros antigos.

 

 

 

 

 

 

 

Seguimos conversando.

André Monc